Uma senha sera enviada para seu e-mail

O Festival de Curitiba transforma a capital paranaense em um palco pela 27ª vez a partir desta terça-feira. De 27 de março a 8 de abril, mais de 400 atrações – entre produções teatrais para adultos e crianças, musicais, variedades, debates, palestras, oficinas e gastronomia – reúnem artistas e plateias, do Brasil e do exterior, em mais de 90 espaços da cidade e da região metropolitana.

Teatros, praças, ruas, uma Kombi e até a garagem do Guairinhaserão a boca de cena para artistas conhecidos do público, como Denise Stoklos, Denise Fraga, Tuca Andrada,Ricardo Tozzi, Luisa Arraes, Mel Lisboa, Reynaldo Gianecchini, Caio Blat, Renata Sorrah, Malvino Salvador e a banda Titãs.

Diversos espetáculos, como “Preto”, “Grande Sertão: Veredas” e “A Visita da Velha Senhora” lotaram antes mesmo do Festival começar. O Risorama já teve que abrir sessões extras. As ruas da cidade, praças, feiras livres, feiras gastronômicas, terminais de ônibus, em breve serão tomados pelas peças gratuitas do Fringe, numa programação ao alcance de todos.

É teatro, mas não é só isso: o Festival de Curitiba é composto por: Mostra 2018 – com espetáculosconvidados por uma curadoria; Interlocuções – integra a Mostracom debates, palestras e eventos queaprofundam a experiência artística para o público, com programação gratuita; Fringe–nesta edição traz centenas de atrações com participação espontânea de companhias; e o MishMash -show de variedades. Também fazem parte o Guritiba – o Festival para crianças; oRisorama – trazendo o stand up comedy há 15 anos ao Festival;e o Gastronomix – com música e delícias para o paladar.

Abertura e atrações

A coreografia “Gira”, do mineiro Grupo Corpo, abre o Festival e integra o Movva, divisão de dança da Mostra 2018, que inclui os espetáculos “Inoah” e “Corpo Sobre Tela”. Este ano, a Mostra tem 29 atrações convidadas pelo ator Guilherme Weber e pelo diretor Marcio Abreu, em sua terceira participação como curadores.

Sete trabalhos convidados são estreias nacionais:“Inoah”, “Denise Stoklos em Extinção”, “Domínio Público”, “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas”, “A Ira de Narciso”, “Se o Título Fosse um Desenho Seria um Quadrado em Rotação” e “Cabaret Macchina”, da curitibana Selvática, com participação da cantora Karina Buhr e que se apresenta na Rua da Cidadania da Matriz. Estas duas últimas, mais os espetáculos “Colônia” e “The Machine To Be Another – A Máquina de Ser Outro” são atrações grátis da Mostra 2018.

Também há a pré-estreia de “Doze Flores Amarelas”, a ópera rock dos Titãs, de Branco Mello, Sérgio Brito e Tony Bellotto.

“The Machine to Be Another – A Máquina de Ser Outro” (Espanha), “Vamos Fazer Nós Mesmos – Let’s Do It Ourselves”(Holanda) e “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas” (França) são as três atrações internacionais da Mostra 2018.

Curadoria

Os curadores Guilherme Weber e Marcio Abreu convidaram os espetáculos da Mostra de acordo com o momento de intenso debate que o Brasil vive. Não à toa, um dos espetáculos da Mostra 2018 é “Domínio Público”.Em seu elenco estão os artistas que passaram a ser conhecidos popularmente como o homem nu do MAM (Wagner Schwartz), a travesti que interpreta Jesus (Renata Carvalho), o homem nu da bolha (Maikon K) e a mulher que permitiu que sua filha tocasse o homem nu do MAM (Elizabeth Finger).

“Domínio Público” é uma das coproduções celebradas pelo Festival de Curitiba, além de Denise Stoklos em Extinção, Se o Título Fosse um Desenho Seria um Quadrado em Rotação e A Ira de Narciso.

A programação completa do Festival de Curitiba e informações das vendas de ingressos você pode conferir aqui.

Serviço – Festival de Curitiba 2018

Quando: 27 de março a 8 de abril de 2018

Onde: diversos locais

Quanto: de R$00 a R$70, de acordo com segmento

Vendas: Site, aplicativos e bilheterias oficiais nos Shopping Muller e ParkShoppingBarigui