Uma senha sera enviada para seu e-mail

Liability“, “Summertime Sadness“, “Someone Like You“, “Stay With Me“… todos temos AQUELA música sofrência que fecha com a gente. Não precisa enganar, a gente sabe que sim. E, aparentemente, músicas tristes são a nova tendência do mundo Pop. Bom, nova, não. Nos últimos 30 anos, para ser mais preciso. Isso é o que um estudo publicado no jornal Royal Society Open Science diz, de acordo com o Pitchfork.

A Universidade da Califórnia Irvine fez um levantamento das músicas pop britânicas de 1985 a 2015 e as classificaram de acordo com o estado de humor: “Feliz” e “brilhante” caíram, na medida em que “tristeza” e “decepção” aumentaram. “Dançante” e “festiva“, no entanto, tiveram uma subida.

Parece que, enquanto o humor geral está crescendo menos feliz, então as pessoas parecem querer esquecer tudo e dançar“, afirmou Natalia L. Komarova (coautora do estudo) à Associated Press.

Artistas como Sam Smith, com “Stay With Me” e Adele, com “Someone Like You“,  estão entre os destaques das músicas tristes. Por outro lado, “Freedom“, do Wham! e “Would I Lie to You?“, do Eurythmics, aparecem entre as músicas felizes.