Uma senha sera enviada para seu e-mail

Amores vêm e vão. Namoros de anos podem acabar de uma hora para outra, podemos encontrar um novo amor virando uma esquina, ou perceber que você é a sua melhor companhia.

Namoros acabam, casamentos acabam, amizades acabam… relacionamentos acabam, mas o nosso relacionamento conosco permanece para sempre. O amor próprio deveria ser o mais importante amor que você sente na sua vida, pois é através dele que você irá conquistar tudo o que quiser, inclusive o amor da sua vida.

Mas antes de tudo é preciso entender a paixão. Entender por que amamos quem amamos, por que nos apaixonamos, e por que queremos o outro tão perto, tão junto. Queremos fundir, ser e pertencer ao outro.

Alguém que mês passado não existia na nossa vida agora toma um espaço imenso nos nossos pensamentos. Como isso foi acontecer?

Você projetou suas questões para aquela pessoa que se tornou apenas um espelho. Isso é a paixão, paixão é projeção.

Nos apaixonamos por quem queremos ser, mas como não podemos ser, então queremos ter aquela pessoa, queremos nos tornar um com ela, fundir, tirar tudo dela e ao mesmo tempo dar tudo para ela. Uma confusão de emoções. E a pessoa torna-se uma das mais importantes da nossa vida.

As paixões são encontros de autoconhecimento, só enxergamos nos outros o que temos em nós ou o que temos potencial para desenvolver, nos identificamos com aquela pessoa e não queremos mais ir embora daquele abraço.

Quanto mais admiramos alguém mais nos apaixonamos e essa admiração é o que nos faz ficar, por isso que um relacionamento acaba quando acaba a admiração. Por isso é tão difícil terminar um relacionamento quando você ainda está amando, parece que um pedaço seu foi embora junto com ele.

E se você está preocupado por não conseguir mais controlar sua paixão, o quanto antes perceber o que mais admira naquela pessoa, mais fácil será de assimilar o que está acontecendo e trazer seu pedaço de volta. Se inspire na sua paixão e seja o que você mais admira nela.