Uma senha sera enviada para seu e-mail

Chega aos cinemas nesta quinta (07) uma obra um tanto quanto peculiar, baseada em fatos reais; e que lida com os acontecimentos de forma satírica e porque não controversa. Fazer comédia política não é fácil, mas é se apoiando nesse recurso que A Morte de Stalin se propõe a relatar os acontecimentos históricos que rodearam este fatídico momento.

A Morte de Stalin conta com um grande elenco encabeçado por Steve Buscemi, Simon Russell, Jeffrey Tambor, Jason Isaacs e Olga Kurylenko. Tal abordagem relatando os momentos caóticos que sucederam o falecimento do líder soviético ganhou vida nas mãos de Armando Iannucci. O escocês dirige e roteiriza o longa, numa adaptação direta de uma história em quadrinhos francesa publicada em 2010.

Na sinopse oficial da produção podemos ter uma boa noção de como o filme se desenrola. Na noite de 2 de março de 1953, um homem está morrendo. Um golpe terrível está destruindo todo o seu corpo. Ele está babando. Ele está se mijando. Ele está prestes a chutar o balde e se você jogar suas cartas corretamente, o trabalho dele será seu. O homem é Joseph Stalin – ditador, tirano, carniceiro, bem como o secretário-geral da URSS. Temos em A Morte de Stalin uma sátira sobre os dias que antecedem o funeral do pai da nação. Dias que brilham uma luz sarcástica sobre toda a loucura, depravação e desumanidade do totalitarismo. Dias que verão os homens que o cercam lutarem para herdar seu poder supremo. E tudo é baseado em eventos verdadeiros. 

Com lançamento bem restrito por aqui, A Morte de Stalin se encontra em cartaz apenas no Espaço Itaú de Cinema no Shopping Crystal; confira o cartaz nacional do filme e logo abaixo seu trailer oficial:

Trailer –  A Morte de Stalin