Uma senha sera enviada para seu e-mail

Quando o cantor, compositor, produtor e multiinstrumentista Tim Bernardes anunciou o primeiro disco-solo, Recomeçar, o público não sabia o que esperar. Afinal, o músico já mantinha uma carreira sólida e bem delineada à frente da banda O Terno. Assim que o trabalho foi lançado, em setembro de 2017, novas facetas do artista foram reveladas, ou melhor, colocadas em evidência. Os arranjos orquestrais de cordas, sopros e harpa, por exemplo, foram todos escritos por ele. No dia 27 de abrilduas sessões ocorrem em Curitiba, no Teatro  Paiol. Os ingressos estão à venda a partir de R$40.

No show de Recomeçar, o cantor reproduz – por meio da cenografia – o quarto e o estúdio onde ele se internou para criar e gravar as 13 faixas do álbum. “Foi intencional que eu subisse ao palco sozinho, além disso o cenário e a luz foram determinantes na concepção do show”, conta Tim. “São os três fatores que criam o clima para aproximar o público da crueza em as músicas foram compostas”, completa.

Ao vivo, Tim não se atém apenas ao conteúdo do disco. Vai além, costurando o repertório com músicas da jornada-solo, entre elas “Tanto Faz”, “Não” e “Ela”, e do d’O Terno, como “Melhor do Que Parece” e “A História Mais Velha do Mundo”. Composições que serviram de inspiração no processo criativo de Recomeçar também ganharam espaço no roteiro da apresentação, a exemplo de “Soluços”, de Jards Macalé. Há ainda um surpreendente medley com “Changes” (Black Sabbath) e “Paralelas” (Belchior).

Recomeçar chegou como uma unanimidade entre o público e a crítica especializada. “Esse é um dos poucos discos de que se pode realmente dizer cinematográficos: entre a abertura (em que as melodias das canções são apresentadas ao piano) aos créditos finais, tem uma história muito forte, de total desencanto e atordoante beleza, sendo contada”, avaliou o jornal O Globo, enquanto a Rolling Stone Brasil observou: “Quem ouviu “66” – primeiro single d’O Terno, uma canção sobre a dificuldade de escrever de maneira original – em 2012, dificilmente vislumbrou o compositor corajoso e profundamente entregue que seu autor veio a se tornar”.

A presença de Recomeçar nas principais listas de melhores discos de 2017 e o lançamento do trabalho em vinil, via Noize Record Club, fez com que a turnê do mesmo ganhasse ainda mais força. Atualmente, o artista – considerado um dos principais compositores da sua geração – se divide entre a divulgação da carreira-solo e a produção de um novo álbum da banda O Terno, com quem já coleciona três discos e um EP, shows pelos principais palcos e festivais do Brasil, além de apresentações internacionais (Estados Unidos, Portugal e Espanha).

Serviço – Tim Bernardes em Curitiba

Quando: 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

Onde: Teatro Paiol (Praça Guido Viaro, s/n)

Horário: 18h e 20h30

Quanto: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Vendas: no local