Uma senha sera enviada para seu e-mail

Depois de ganhar uma nova Cidade do Rock e apresentar três novos grandes espaços em 2017, a próxima edição do Rock in Rio, em 2019, já conta com uma grande atração: o Espaço Favela. Com uma cenografia grandiosa, lúdica e bem colorida, vai retratar a pluralidade cultural das comunidades do Rio de Janeiro. O objetivo é amplificar o olhar sobre as favelas e reforçar a esperança a partir da movimentação da economia criativa. O palco trará a reunião de talentos da música e em seu entorno haverá um retrato da culinária presente nas comunidades do Rio de Janeiro. O Rock in Rio vai evidenciar novos talentos não apenas para o festival, mas para o país e para o mundo. A iniciativa conta com a parceria do Sebrae, Viva Rio e CUFA (Central Única das Favelas) e a expectativa é que alcance 10 mil empreendedores, pequenos negócios e profissionais nas regiões selecionadas.

O Espaço Favela vai trazer o olhar para as comunidades, vai retratar a alegria de seus moradores. Vamos amplificar este universo dando vida aos seus personagens.  Pessoas do bem que trabalham e buscam melhores oportunidades e condições de vida. Gente trabalhadora e guerreira que ilustra estas comunidades. A ideia vai além de ser apenas uma apresentação no Rock in Rio, queremos iniciar um movimento que traga esperança e oportunidades para quem vive nas comunidades”, conta Roberto Medina, presidente do Rock in Rio.

Com a curadoria artística de Zé Ricardo, o palco apresentará uma seleção do que há de melhor nas favelas cariocas valorizando suas diversas manifestações culturais. Serão selecionados artistas dos mais variados gêneros e estilos, incluindo o samba, o funk, a MPB e até grupos de percussão e orquestras. Também serão evidenciadas as culturas do hip hop com suas particularidades, como o break, o rap, o grafite e DJs, além de grupos de percussão, dança e teatro. A parceria com Viva Rio e CUFA vai garantir um olhar abrangente para as comunidades cariocas. Estas entidades vão ajudar no trabalho de pesquisa para o palco. Além do cachê, os artistas terão também todos seus custos logísticos cobertos, assim como qualquer orientação que seja necessária para deixar o show ainda melhor. Todos serão responsáveis por levar ao palco aspectos que elevem o moral das pessoas que vivem nas comunidades.

Além da parte artística, o palco também vai ser um ambiente para impulsionar os negócios de microempreendedores, a partir do investimento nos talentos da gastronomia das comunidades. Juntamente com o Sebrae, a organização do festival vai oferecer uma oportunidade única para os pequenos negócios, que poderão estar em contato com cerca de 700 mil pessoas ao longo de todo o Rock in Rio. Todos receberão qualificação e suporte na legalização da operação. Após o evento, o Rock in Rio cederá os equipamentos para suas cozinhas, possibilitando assim a continuidade e alavancagem do seu negócio.

Já a CUFA, vai fazer a curadoria dos artistas que darão ainda mais realidade ao palco, fazendo intervenções em grafite na cenografia. As obras também darão origem a produtos oficiais, cuja venda será revertida a projetos sociais ambientados nas comunidades do Rio. A Central Única das Favelas contribuirá ainda capacitando profissionais de luz e som para operar a parte técnica do palco junto com as equipes oficiais. Também serão identificados nas comunidades figurinistas, produtores e afins, o que significa que diversos segmentos terão a oportunidade de vivenciar na prática os bastidores do Rock in Rio.

Na parceria do Espaço Favela, o Sebrae/RJ e o Viva Rio desenvolverão juntos um programa em comunidades de Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Niterói, São João de Meriti e Belford Roxo. Estão previstas ações de qualificação empresarial, formação de redes empreendedoras, acesso a serviços financeiros, formalização de negócios entre outras que fomentarão oportunidades de trabalho e renda nos territórios vulneráveis da região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro.

Além de ajudar na descoberta dos talentos que performarão o Espaço Favela, o Viva Rio realizará um calendário de eventos chamado “Só quero ser feliz”, que vai impulsionar festas, celebrações e movimentos populares do Rio de Janeiro, tais como: a rua mais enfeitada para Copa do Mundo, redescoberta das trilhas e montanhas cariocas, apoio às festas centenárias da N. S. da Penha e São Cosme e Damião, além de festivais música e arte nas favelas. Serão dois eventos por mês no ano 2018. Já no próximo ano, o Viva Rio vai promover eventos gastronômicos e culturais que ajudarão a revelar talentos para o Espaço Favela. O objetivo é contribuir para resgatar a autoestima, a felicidade e a esperança que quem faz parte do dia-a-dia do Rio de Janeiro.

O Rock in Rio está marcado para o segundo semestre de 2019, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. O espaço se transforma num gigante parque temático da música, com inúmeras experiências e uma programação surpreendente, que combina o melhor do entretenimento.Para esta edição, a primeira atração anunciada foi a cantora Anita, que se apresentará no palco Mundo.