Uma senha sera enviada para seu e-mail

Quem já foi ao Rock In Rio sabe porque ele é considerado um dos maiores festivais de música do mundo. Apesar do nome, o RIR tem palcos e apresentações para todos os públicos e todos os gostos musicais. O espaço representa bem essa mistura de culturas e vibes. Entre um show e outro, alguns se aventuram na tirolesa ou na montanha russa, enquanto outros descansam refastelados na grama sintética ali colocada justamente para esse propósito.

No primeiro dia do Rock In Rio (15), além de Maroon 5 (que substituiu Lady Gaga, que cancelou a participação problemas de saúde), uma mistura de sons tomou conta da Cidade do Rock. Se no palco mundo, Ivete Sangalo fez o público pular ao som do ritmo do axé music, os artistas que se apresentavam nos outros palcos foram companhia à altura.

Fernanda Abreu, Pablo Vittar, Martinho da Vila, Criolo, Roberta Sá, Céu, e The Black Madonna são alguns dos nomes que passaram pelos palcos do Rock In Rio nesse primeiro dia. Como a música rola o tempo todo e é impossível acompanhar todos os shows, era comum ver grupos correndo de um palco ao outro, na tentativa de aproveitar o máximo do festival.

A emocionante abertura do Rock In Rio 2017, realizada por Gisele Bündchen, que cantou “Imagine” com o público, deve permanecer na memória do público por muito tempo. Ao lançar o “Amazônia Live”, projeto social que vai plantar mais de 1 milhão de árvores em áreas desmatadas, Gisele aproveitou para enviar uma importante mensagem sobre igualdade e respeito, notoriamente em falta na humanidade.

Apesar de toda a alegria, eram palpáveis a frustração e a tristeza dos fãs de Lady Gaga. O coro com músicas da cantora foi puxado várias vezes em todos os palcos. Maroon 5 fez um show grandioso, com direito a Garota de Ipanema na voz de Adam Levine, porém, uma diva é uma diva e exigir que o público aceitasse a substituição sem dor ou desapontamento, seria subestimar o amor dos little por Mother Monster.

Ivete Sangalo se solidarizou com o sentimento do público. Ao declarar que também estava desapontada e que sabia que para um artista, não poder ver o público é uma das piores coisas que pode acontecer, fez uma homenagem à Gaga e cantou um trecho de Bad Romance na levada do axé. Esse foi um (de muitos) momentos do dia no qual o público foi à loucura. E tudo isso no primeiro dia. Que festival, meus amigos. Que festival.

 

A cobertura do Curitiba Cult tem um patrocínio Heineken Brasil e Ibis Botafogo.