Uma senha sera enviada para seu e-mail

Em setembro, Auditório Antônio Carlos Kraide, no Portão Cultural, em Curitiba, recebe a peça “Enquanto a Chuva Cai“, a montagem traz uma maior acessibilidade para o público: a tradução em libras simultânea. As apresentações têm entrada gratuita e acontecem de 15 a 30 de setembro, sempre às 17h.

A obra acompanha o encontro e a aproximação de duas crianças órfãs dentro de uma casa em ruínas durante a guerra. A menina se comunica utilizando a Libras (Língua Brasileira de Sinais) e o menino, a Língua Portuguesa. Mas em delicados jogos de cena, com brincadeiras simples e ternas, a aparente barreira linguística entre os dois é resolvida e a comunicação entre os personagens acontece.

Ver o encontro e a aproximação das duas crianças em cena, para os espectadores ouvintes, é também se aproximar da Libras. Passar a compreender alguns simples sinais como o básico “Oi”, sinal desconhecido pela maioria dos ouvintes falantes em português, é uma experiência que os desafia a imaginar e entender contextos, como bebês tentando aprender a falar. Já os espectadores surdos, sentem-se representados pela sutil e prazerosa encenação de Helena de Jorge Portela e Gabriela Grigolom em Libras.

A maioria dos espetáculos de teatro separa a experiência da plateia surda e ouvinte, ainda que as apresentações possuam acessibilidade: faladas na Língua Portuguesa e com tradução simultânea para as Libras, ou mesmo aqueles espetáculos feitos somente em Libras, voltados para a comunidade surda. E por isso, a inovação da proposta desse espetáculo, que proporciona a integração do público surdo e ouvinte na plateia ao mesmo tempo.

Serviço – Peça “Enquanto Cai a Chuva”

Quando: 15 a 30 de setembro de 2018 (sábados e domingos)

Onde: Auditório Antônio Carlos Kraide – Portão Cultural (Av. Rep. Argentina, 3.432)

Horário: 17h

Quanto: gratuito – Retirada de ingressos no local com 1h de antecedência