Uma senha sera enviada para seu e-mail

O jornalista Luiz Rebinski,  acaba de lançar o romance Um pouco mais ao sul, que marca a sua estreia na ficção. A noite de autógrafos será no Bar Ornitorrinco, dia 19 de novembro, a partir das 18h30. A entrada é franca. Às 19h, o cantor e compositor Fábio Elias faz uma apresentação especial, incluindo canções de sua banda Relespública, de sua carreira solo e clássicos do rock’n’roll, de Raul Seixas a The Who.

Um pouco mais ao sul tem na linguagem um de seus pontos altos. A narrativa ágil recria expressões da oralidade, incluindo termos chulos e diálogos precisos, ao mesmo tempo em que investe no humor para discutir questões como pertencimento, culpa, migração e relações afetivas. Outro destaque do romance são os personagens que não se enquadram nas convenções sociais — uma alusão sutil, mas certeira ao mal-estar do mundo contemporâneo.

Os irmãos Noia (um viciado em crack que acredita ser imune aos efeitos maléficos das drogas pesadas), Vlad (burguês bem comportado acossado pela mulher) e Inácio (produtor de filmes pornográficos que se compara aos capa_fechadacineastas da Nouvelle Vague) ficaram dez anos sem se falar. O reencontro, no tempo presente, não será festivo. Pelo contrário, a reunião dos irmãos se transformará em uma aventura perigosa pelo lado escuro e selvagem do underground curitibano — com direito a uma descida aos esgotos do rio Ivo, no centro da cidade.

Em uma narrativa paralela, lá pelos anos 1930, em um lugarejo da Polônia, desenrola-se a história de outros dois personagens igualmente picarescos. Os amigos Baza e Volk traçam planos para sair da miséria em que vivem em sua aldeia. O principal deles é irem para um país onde, crê-se, todos os sonhos podem se realizar. Esse país é o Brasil. Um lugar edênico, em que todos andam nus, as indiazinhas oferecem cachos de uva na boca dos aventureiros, e plantar maconha pode ser a garantia do futuro.

Viana, um dos principais nomes do conto contemporâneo, faleceu no dia 15 outubro sem ver o livro impresso. Em outro trecho do texto, Viana ainda lembra que Um pouco mais ao sul traz, em sua essência, parentesco com o célebre Serafim Ponte Grande, de Oswald de Andrade, e o clássico moderno Pornopopeia, de Reinaldo Moraes.

Contemporâneo, urbano e visceral, Um pouco mais ao sul apresenta uma nova e consciente voz literária que deve impactar o meio literário brasileiro. Luiz Rebinski faz a sua estreia na ficção com uma narrativa contundente que, devido à verdade e à sua inegável força, fica gravada para sempre na memória dos leitores. Uma experiência única, para gargalhar e refletir sobre os impasses e as impossibilidades deste mundo.

Serviço – Lançamento: Um pouco mais ao sul , romance de Luiz Rebinski

Quando: 19 de novembro de 2016 (sábado)

Onde: Bar Ornitorrinco (Rua Benjamin Constant, 400)

Horário: 19h

Informações: (41) 8834-9308