Uma senha sera enviada para seu e-mail

Cantor, compositor e também apresentador de TV, Luan Santana está hoje em sintonia com todas as telas, todos os tons e todos os sons do Brasil, consumando um alcance de público que artista solo nenhum atinge no país neste momento. Para brindar a esse contexto de quem se mostra tão próximo do público, seja no contato real ou virtual, coroando uma trajetória que já está longe de ser tratada como efêmera, Luan escolheu alguns pontos emblemáticos do Brasil para levar seu “Live Movel”, show itinerante onde ele aparece de surpresa, de dentro de um caminhão que lhe serve de palco para os mais longínquos rincões.

Gravação passou por algumas cidades, entre elas Maceió (AL)

Assim foi em Estrelas do Inhaiá, em Minas Gerais, uma cidadela com pouco mais de 4 mil habitantes, quando surpreendeu uma fã na frente da principal igreja da cidade. Assim foi no Povoado Assentamento Olho D”água do Meio, de apenas 100 pessoas, em Piranhas, sertão de Alagoas. E, depois na orla, em Maceió, onde levou, como convidado, Mc Kekel, para um dueto em “Vingança”. Assim foi na Fábrica, um galpão no Brás, em São Paulo, onde se apresentou com a dupla Simone e Simaria com a canção “Te Perdi Pra Mim”. E assim também foi no Ibirapuera, na cosmopolita São Paulo, onde apareceu com a mais aclamada dupla sertaneja da vez, Jorge & Mateus, entoando “Sofazinho”.

Conhecido pela atenção sempre prioritária aos fãs, Luan se faz presente na diversidade de um Brasil que ouve todos os ritmos e habita cenários tão distintos, do sertão alagoano ao grande centro urbano de São Paulo. Daí a grande representatividade de um trabalho como “Live Móvel”, que tem direção de Joana Mazzucheli e abraça o fator surpresa como efeito inédito para um artista dessa proporção. Para ele, observar a reação das pessoas foi um prêmio, e essa troca de fascínio com o público, devidamente registrada por câmeras e microfones, agora poderá ser contemplada e compartilhada por todos os seus fãs e seguidores.

O trabalho trouxe resultados tão surpreendentes, que há quem já aposte que “Live Móvel” pode ganhar novas paradas em uma turnê mais extensa, sempre a bordo do caminhão baú que carrega um palco pronto para os shows surpresa.

Quando ele começou, há 11 anos, ninguém que cantava sozinho tinha o mesmo espaço em que reinava as duplas. Luan foi o primeiro da sua geração a conquistar o topo. Hoje, 68 prêmios e 31 hits em primeiro lugar, ele já ganhou o rótulo de príncipe. Em resposta, nobremente, o próprio se intitula súdito de seu público. Na verdade, ele é um astro, que ultrapassou, em pouco mais de uma década, todos os topos. E gravita! Por isso, chamá-lo de maior astro da música popular não é exagero. É fato. Fato também é Luan dispensar deslumbramento, ao afirmar: “O meu objetivo é, e sempre foi, tocar o coração do máximo de pessoas que conseguir enquanto estiver vivo. E àquelas que não conseguirem vir até mim, eu irei até elas.”

O ep será lançado nesta sexta-feira (14), em todas as plataformas digitais.