Uma senha sera enviada para seu e-mail

Centro de Ilustração Botânica do Paraná contará sua história de 18 anos exibindo seus calendários. Só para você ter uma ideia do contexto, ainda que o naturalismo esteja presente na Arte desde a pré-história, foi com Giotto (1267-1337) que se iniciaram os estudos que a revolucionou e que resultou nas bases que fundamentam a Ilustração Botânica: a descoberta da perspectiva.

O simbolismo que imperava na arte do Medievo foi deixado de lado, pois, com a perspectiva, associada ao chiaroscuro, chegou-se, no período renascentista, ao objetivo máximo do artista até então: representar fielmente o que seus olhos viam.

Esse tipo de representação foi bastante disseminado até que, com o advento da fotografia, os artistas enveredaram por novas experimentações e descobertas, em busca da essência do objeto: já não havia a necessidade de retratar com fidelidade posto que a máquina (supostamente) o fazia. Ainda assim, a proposta continuou sendo disseminada através dos séculos.

É o que se pode observar na história do Centro de Ilustração Botânica do Paraná e seus artistas contada através dos calendários que edita: a história de uma entidade que tem, como objetivo maior, manter viva essa atividade artística tão antiga e, ao mesmo tempo, tão atual.

Serviço – Exposição Ilustração Botânica: Plantas Brasileiras

Quando: a partir de 29 de novembro de 2018 (quarta-feira)

Onde: Memorial de Curitiba (Rua Dr. Claudino dos Santos, 79)

Horário: Terça a sexta: das 9h às 18h

Quanto: Gratuito