Uma senha sera enviada para seu e-mail

Com adaptação autorizada por Ariano Suassuna, o espetáculo consagrado pelo grande público já conta com mais de seis anos de existência, foi contemplado com o Prêmio FUNARTE Myriam Muniz de Teatro 2009 (com patrocínio da Petrobras) e circulou por diversos festivais nacionais.

Concebido pelo TEA – Teatro Experimental de Arte (de Caruaru – PE), considerado Patrimônio Vivo de Pernambuco, Ponto de Cultura e sendo o segundo grupo mais antigo em atividade ininterrupta do país, o espetáculo mistura o armorial do autor paraibano com o Cavalo Marinho (folguedo popular típico da Zona da Mata Norte de Pernambuco).

Eleito como Melhor Espetáculo do Ano (pelo Festival Nacional de Teatro do RJ, em Duque de Caxias – 2016), o Auto da Compadecida tem arrancado elogios do público e da crítica especializada. Recentemente, após breve circulação em Taperoá – PB (cidade natal do texto), o elenco recebeu a “benção” da família Suassuna em apresentação na praça da cidade e na Fazenda Carnaúba (recanto onde Ariano morou e escreveu boa parte de sua obra). Emocionada, a companheira de toda vida do autor, Zélia Suassuna considerou o espetáculo “maravilhoso!”.

Com direção coletiva e co-direção de José Carlos, o espetáculo conta com David Gadelha (João Grilo), Jackson Freire (Chicó e Demônio), Rosberg Alexander (Padre e Ambrósio), Túlio Duque Beat (Severino de Aracajú), Mandy Freire (Mulher do Padeiro), Ícaro Rafael (Padeiro), Edson Barros (Cabra e Encourado), Pedro Henrique Gonçalves (Major Antônio Morais e Manuel), David Lucas (Sacristão), Paulo César (Bispo), Maria Lima (Compadecida), Paulo Conceição Piatan, Vanderson Santos e Ryan Junior.

Quinta 06/04 – Largo da Ordem – Bebedouro às 15:00
Sexta 07/04 – Praça Rui Barbosa – Centro às 17:00
Sábado 08/04 – Praça Santos Andrade – Centro às 11:00