A password will be e-mailed to you.

No ano em que a tela Guernica, uma das mais famosas do pintor cubista espanhol Pablo Picasso, completa seu octogésimo aniversário, o público é novamente provocado à reflexão pela arte no espetáculo de dança também intitulado Guernica. O projeto, primeiro do gênero a ser realizado no pátio da Capela Santa Maria, tem como identidade uma verdadeira profusão criativa. Atravessa o universo multiartes, partindo das artes visuais e chega à dança contemporânea, com trilha em parte composta especialmente para o espetáculo e também com músicas bascas, além de projeções video mapping. A temporada vai até 5 de março e tem ingressos populares.

As referências da tela de Picasso foram a base para a criação artística do espetáculo, uma obra contemporânea com temática desconcertante, abordando o bombardeio na cidade de Guernica y Luno, os horrores vividos na Espanha durante a ditadura de Franco e os dramas humanos do nosso tempo, ainda resultantes de guerras e destruições irracionais.

A direção do espetáculo é de Laura Haddad, que concebeu Guernica juntamente com sua sócia na Duplo Produções, a também produtora Juliana Pedrozo. O projeto dá continuidade ao trabalho de pesquisa desenvolvido por Haddad em Arte, Dramaturgia e Cultura Espanhola, na Universidade de Salamanca na Espanha, iniciado em 2013. A ideia foi retomada logo após a temporada de retorno do Teatro de Comédia do Paraná – TCP, no qual ela assumiu a assistência de direção do paulista Alexandre Reinecke na comédia O Homem Desconfortável. Em paralelo à produção do espetáculo, Laura Haddad mantém uma intensa carreira de atriz e produtora cultural em Curitiba e em São Paulo, onde também é mestranda em Artes Cênicas pela USP.

As coreografias do espetáculo, estão a cargo de Carmen Jorge. A profissional é uma das mais atuantes do segmento no Brasil e traz no currículo trabalhos apresentados na Itália e em Nova Iorque, além de assinar a preparação corporal e coreografias do musical O Grande Sucesso, com o ator e músico Alexandre Nero.

“Ao reunir bailarinos com diferentes trajetórias, alguns vindos da escola mais tradicional do Paraná — o Balé Guaíra — e outros até da dança de rua, ampliamos as possibilidades da criação artística coletiva que resultou em Guernica. Parte dos bailarinos foram selecionados através de uma oficina aberta. E o processo revelou tamanho potencial que já pensamos em ampliar a pesquisa e transformar essa equipe em uma companhia, para oxigenar a cena da dança contemporânea em Curitiba”, comenta a diretora.

Serviço – Guernica

Quando: 3 de fevereiro a 5 de março de 2017 (quinta a sábado)

Onde: Pátio da Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273)

Horários: 20h30 e domingo às 17h30 e 20h30**

Valores: R$30 e R$15

Vendas: na bilheteria

*Espetáculo ao ar livre. Sessões sujeitas às condições climáticas.
**Sessões sujeitas à confirmação com a produção.

Foto: Marcelo Almeida