Uma senha sera enviada para seu e-mail

Na próxima terça-feira, a realeza do ballet mundial se apresenta em Curitiba. Bailarinos das companhias russas Bolshoi, Mikhailovsky, Stanislavsky e Mariinsky estarão no palco do Teatro Positivo para um espetáculo de duas horas, dividido em dois atos, batizado como Czares do Ballet.

>> Show de ballet em Curitiba com Czares do Ballet

Entre os principais nomes estão Mikhail Venchikov, primeiro bailarino do Ballet do Teatro Mikhailovsky, e Natalia Ledovskaya, primeira bailarina do Teatro Stanislavsk. Conversamos com ambos e com a coordenadora do projeto, Oksana Kordiyaka, para saber um pouco mais sobre o que trarão a Curitiba.

Que repertório vocês estão representando?

Natália: Quebra-nozes e Harlequim

Mikhail: Lago dos Cisnes e Scherazade

Subir ao palco ainda os deixa muito nervosos?

Mikhail: Não fico nervoso ao dançar, mas diante do compromisso com o público. É preciso respeitar ao público que espera nos ver em nossa melhor forma.

Natália: O compromisso de estar diante do público sempre traz um pouco de nervosismo. Afinal, o público espera que façamos o nosso melhor e coloquemos no palco todos os nossos anos de experiência.

O espetáculo tem bailarinos de diferentes companhias. Como tem sido esse intercâmbio?

Oksana: Muito interessante e para os bailarinos é uma oportunidade de se encontrarem nos palcos, já que no dia a dia estão todos envolvidos com seus próprios teatros.

O que o público brasileiro pode esperar do espetáculo?

Oksana: O público verá uma noite de gala com diferentes tipos de ballet e de interpretações, segundo as escolas russas de Moscou e São Petersburgo. Ambas são clássicas, mas cada uma com suas particularidades. Noites de Gala como estas, com apresentações dos solistas das principais companhias russas, acontecem nos grandes teatros do mundo.