A password will be e-mailed to you.

Você sabe quem é Mabel Cezar? É muito provável que você não tenha reconhecido a mulher da foto acima, mas com certeza já assistiu a algum episódio das séries “Eu, a patroa e as crianças” e “LOST”, algum filme como “Toy Story” e “Batman” e até alguma interpretação de Catherine Zeta-Jonas ou Anne Hathaway?

“Esteja eu no banco, na sorveteria ou na fila do pão, a reação em me ouvir é sempre muito divertida e gratificante”, diz a atriz, dubladora e professora de dublagem. De voz inconfundível e nostálgica a muitos jovens, Mabel esteve em cartaz em Curitiba com a peça PopCorn, no teatro Regina Vogue, e conversou com o Curitiba Cult.

Confira o áudio com um trecho da entrevista com Mabel Cezar:

E aí, conseguiu assimilar? Durante a entrevista com Mabel Cezar, ela também falou sobre como o desconhecimento da sua voz pode ser benéfico ao seu trabalho como atriz:

O meu objetivo como atriz é que o conhecimento da minha voz seja sobreposto pela minha atuação. Quem me vê no teatro precisa ver a personagem, e não a Mabel. Claro que é difícil para quem me ouve a vida inteira na dublagem, conseguir desassociar a minha voz quando sabe quem eu sou. Mas é quando dizem “nossa, era você? ficou irreconhecível” que eu sei que fiz um bom trabalho.

Você era professora de ensino fundamental, como parou na dublagem?

Eu fiz magistério mesmo sabendo que essa não era a minha vocação. Um dia  abri o jornal e vi um pequeno anúncio de curso de dublagem e resolvi tentar a sorte. No começo percebi que tinha certa facilidade, mas só fui saber na metade do curso que precisava ser atriz profissional para atuar no meio. Fui buscar minha profissionalização e hoje já faz 20 anos que eu dublo e mais de 10 anos que dou aula de dublagem no Rio de Janeiro.

Fotos: Arquivo Pessoal/Facebook