Uma senha sera enviada para seu e-mail

Nem sempre é fácil finalizar algo que queremos continuar, mas que precisamos encerrar. Um relacionamento desgastado, um emprego sem possibilidade de crescimento, uma amizade com alguém que você já nem reconhece mais…

A vida é assim mesmo, coisas começam e outras terminam e tem momentos em que só nos resta observar o fluxo da vida, para onde ela está nos levando e deixar a vida acontecer, sem interferir muito. Mas tem outros momentos em que é necessária nossa ação para que a mudança aconteça. É sábio quem consegue perceber essa diferença.

Quando a vida te tira da zona de conforto e te impõe uma mudança, não resista, é pior. Aceita que nada dura para sempre e que a vida é impermanente. Tenho certeza que a maioria dos momentos de mudança que te apavoraram, depois que o susto passou, você percebeu que foi a melhor coisa que te aconteceu. Te transformou em alguém mais maduro e forte. Se isso não aconteceu é porque provavelmente você ainda deve estar lamentando a mudança.

O sofrimento está na resistência às mudanças. Sofremos quando queremos uma coisa que não temos ou que não acontece. Sofremos quando damos mais importância para a falta do que para aquilo que temos. Sofremos quando fantasiamos outro cenário para a nossa vida, diferente do que está acontecendo. Sofremos quando aceitamos ficar em uma situação ruim porque estamos acostumados. Sofremos quando esperamos que o outro mude.

Há momentos em que precisamos encerrar um ciclo, sabemos disso, mas temos medo de mudanças. Tem momentos em que a mudança vem sem avisar, esses são os mais fáceis. Seja qual for o momento que você esteja vivendo, pergunte-se essas 3 coisas:

Estou feliz com a vida que tenho?

O que eu poderia fazer para ter mais qualidade de vida e alegria?

Como me vejo daqui a 5 anos?

Tomar as rédeas da vida é às vezes fazer a mudança acontecer, outras vezes é aceitar as mudanças que a vida te impõe.

 

Se quiser conversar mais sobre isso, clica aqui.