A password will be e-mailed to you.

O polêmico musical sobre o ex-vocalista da banda Charlie Brown Jr. fez sua estreia nacional na noite da última quarta-feira (01), no Festival de Curitiba. Dirigido por Bruno e Luiz Sorrentino, o espetáculo, assim como muitos outros do gênero nos últimos anos, foge da raia quando o assunto é fazer um retrato fiel de seu principal personagem. Mas o que salta aos olhos é o despreparo. “Dias de Luta, Dias de Glória” parece um grande ensaio aberto.

Dá pra enumerar diversas falhas: as coreografias sem sincronia, a péssima e atrasada iluminação, os microfones que falhavam conforme o movimento dos atores e, ainda mais grave, a lamentável cantoria das atrizes, muito pouco talentosas.

Dz6, que vive Chorão, foi uma boa escolha. Leva o musical, que possui mais de duas horas, nas costas, fazendo covers impressionantes. Além de ter a voz muito semelhante à do cantor, incorpora bem seus trejeitos. Mas seu personagem é romantizado, deixando-o até meio bobo vez ou outra.

Pouco ou muito superficialmente se fala sobre drogas e o comportamento explosivo de Chorão. O argumento da equipe criativa é que se trata de um tributo. Justo, não fosse pela choradeira armada em cima do palco. Numa das cenas finais, os atores que interpretam seu filho, sua mulher e sua mãe fazem monólogos, em meio a falsas lágrimas, sobre os últimos momentos que passaram com o falecido cantor. Um apelo deveras piegas.

Pra arrematar, o elenco parece todo adolescente – e também era essa a faixa etária do público que mais vibrava.

O musical tem uma nova sessão na noite desta quinta-feira (02), às 21h, no Teatro Positivo. Os ingressos custam R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira). Saiba onde comprar clicando aqui.

Números musicais – Dias de Luta, Dias de Glória

Primeiro ato

Overture

Mixelania

Zóio de lula

Tudo o que ela gosta de escutar

I wanna be sedated

Uma criança com o seu olhar/Aquela paz

Vícios e virtudes

Lutar pelo que é meu

Eka vai voltar

O coro vai comer

Me encontra

Segundo ato

No passo a passo

Céu azul

Proibida pra mim

Só por uma noite

Te levar

Só os loucos sabem

Champagne e água benta

O lixo ao luxo

Do jeito que eu gosto, do jeito que eu quero

Dias de luta, dias de glória

Como tudo deve ser

Contrastes da vida

Hoje sou eu que não mais te quero

Lugar ao sol

Meu novo mundo