Uma senha sera enviada para seu e-mail

Mais um filme brasileiro de comédia será lançado nesta quinta (2) nos cinemas e novamente estrelando Leandro Hassum, mantendo uma média de duas produções cinematográficas com o ator por ano. A fórmula é outra coisa que não muda, humor forçado e pouco original; comum nos últimos filmes nacionais do gênero. Porém, desta vez exageraram na falta de autenticidade.

Fazendo trocadilho com o nome do filme, o que menos vemos aqui é honestidade. A história de O Candidato Honesto é sobre João Ernesto (Hassum), um político que concorre à presidência do Brasil e no momento disputa o segundo turno. Muito mentiroso, um dia acorda sem conseguir mentir mais. Dirigido por Roberto Santucci, o mesmo que dirigiu os dois ‘Até que a Sorte nos Separe’.

Pode parecer bem familiar esta história, e talvez porque seja mesmo. ‘O Mentiroso’ (Liar Liar) de 1997 com Jim Carrey tem a mesma proposta, só que em vez de um político mentiroso, é um pai mentiroso. O filme brasileiro mudou apenas o contexto, nada mais. Todo o decorrer segue exatamente a mesma lógica do homem se descobrindo, não podendo mentir e enxergando como sua vida é ruim.

Jim Carrey fazia caretas e pronúncias bizarras e indesejadas ao não conseguir mentir. Hassum tenta repetir, só que enchendo de palavrões e saídas sem graça. Outros vários personagens são colocados de forma secundária e pouco acrescentam.

Ponto forte                                                 

Ao final você percebe que não se trata de um filme qualquer e sim de mais uma tentativa de conscientização da população; mostrar como são os políticos e suas formas de agir.

Ponto fraco

Achar que poderia dar certo reaproveitar uma história conhecida, apenas mudando o cenário e inserindo situações brasileiras; não funcionou.

Nota: 4,0

Trailer – O Candidato Honesto