Uma senha sera enviada para seu e-mail

Provavelmente um dos gêneros mais desgastados ao longo dos anos dentro da sétima arte acabou sendo a comédia; tanto que é bem difícil puxar de memória bons filmes que a representem com força nos últimos anos. Para reverter de leve este cenário chegou aos cinemas nesta quinta (10) o filme A Noite do Jogo, que consegue se encaminhar com leveza e certamente irá arrancar boas risadas do espectador.

A produção é estrelada por Jason Bateman e Rachel McAdams, com direção de John Francis Daley e Jonathan Goldstein. É o segundo trabalho da dupla de diretores (sucedendo ‘Férias Frustradas’), após ganharem fama ao roteirizar ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar’; ele contam aqui com roteiro de Mark Perez (‘Aprovados’ e ‘Herbie’).

Conhecemos Max (Bateman) e Annie (McAdams), um casal que costuma se reunir com amigos para jogar à noite. Entretanto, na busca de diversão e fuga da rotina acabam entrando num jogo realístico até demais envolvendo assassinato e sequestro. Tudo foi muito bem articulado por Brooks (Kyle Chandler), irmão de Max, ao ponto de ninguém mais saber o que é jogo e o que é verdade.

A Noite do Jogo apresenta uma noitada fora de controle e cheia de absurdos, que consegue se manter verossímil em todo o tempo. Não abusa ou exagera para tentar fazer rir, conseguindo provocar tal reação pelas mais simples situações. Com um belo elenco de atores, cheios de química nas precisas disposições de casais; cada qual com seu conflito e assim se destacando em todas as cenas.

Partindo de uma trama cheia de contornos inesperados, difícil não se deixar levar pela impecabilidade de A Noite do Jogo. Extremamente ágil em suas passagens, o longa é preciso nas atitudes tomadas que o conduzem com extrema funcionalidade. É uma comédia realmente excelente e, sem dificuldade alguma, entra para a estante de melhores exemplares do gênero na década.

Trailer –  A Noite do Jogo