Uma senha sera enviada para seu e-mail

Muito se fala em criar experiências multiplataforma no campo das artes, mas poucos são os cases de sucesso, nos quais o aproveitamento de diversas mídias chega a encher os olhos, sobretudo no teatro. “A House in Asia”, espetáculo da Agrupación Senõr Serrano apresentado no SESC da Esquina pelo Festival de Curitiba, supre tal carência com mestria.

O que se vê no palco dificilmente seria bem explicado em palavras. A performance criada pelos espanhóis Alex Serrano, Ferran Dordal e Alberto Barbera ironiza a caçada a Osama Bin Laden de forma genial.

A primeira cena contempla um jogo de videogame. Um dos atores, com um console na mão, controla um avião que sobrevoa Nova Iorque em direção às Torres Gêmeas. A utilização dos recursos sonoros é tão poderosa, com as turbinas do avião ficando cada vez mais altas, que arrebata o público.

Depois, em silêncio, eles montam e desmontam um protótipo da residência do ex-líder da Al Qaeda em cima de uma maquete. A cada parede retirada, um novo cenário se revela, com bonecos protagonizando trechos da narrativa. Então eles filmam e manipulam os vídeos em tempo real, intercalando com cenas de filmes western. Isso porque os militares americanos costumavam chamar Bin Laden de Gerônimo, o líder indígena caçado nos longas de faroeste. Ao espetáculo, a referência caiu como uma luva.

Também é digna de destaque a caracterização de Robert O’Neill, militar que teria dado o tiro fatal em Bin Laden. Ele vira um cowboy solitário que discursa sobre a insignificância de seu ato e acaba sendo interpretado nos cinemas por um estereotipado ator hollywoodiano que pouca ou nenhuma importância dá à história.

No fim, arrematando a ironia que cerca o evento, é relatado o estado da casa que refugiava Osama Bin Laden. Para que não virasse local de peregrinação, foi destruída pelos EUA. Hoje, crianças brincam nas ruínas. Em seguida, no escuro, o discurso do presidente Obama ecoa: “Nossos sacrifícios são para fazer do mundo um lugar mais seguro. (…) E que Deus abençoe os Estados Unidos da América”.

“A House in Asia” será apresentada novamente nesta quinta-feira (26) às 21h no SESC da Esquina. Os ingressos custam R$ 70 a inteira e R$ 35 a meia. Saiba onde comprar clicando aqui.