Uma senha sera enviada para seu e-mail

Feriado está aí e nada melhor do que aproveitar para assistir alguns filminhos da Netflix no maior conforto possível. E pra facilitar ainda mais, separamos aqui uma lista de algumas produções originais do serviço de streaming que devem agradar; são sete títulos novos e válidos para se divertir, que saíram neste ano de 2018, confira e já se programe:

Para Todos os Garotos que Já Amei

Começando pelo mais recente sucesso da empresa, a comédia romântica adolescente já se tornou hiper popular entre os assinantes; baseado no livro homônimo, é aquele filme fofinho que vale a pena assistir. Contando a história de uma garota que vê seus crushes recebendo sigilosas cartas de amor dela para eles, assim se desenrola a trama de Para Todos os Garotos que Já Amei; confira nossa crítica aqui.

Quando Nos Conhecemos

Abordando a recorrente premissa de volta no tempo, esta opção aqui acerta ao encaminhar por contornos românticos. Com uma boa mistura de humor e romance, Quando Nos Conhecemos apresenta um cara preso na friendzone e que graças a uma máquina do tempo consegue a chance de mudar os contornos com sua amiga para então tentar algo mais a sério com ela. Se quiser sabe mais sobre e a nossa opinião, clica aqui.

A Barraca do Beijo

Provavelmente a maior febre do ano da Netflix se encontra neste filme, que apesar da trama bobinha ganhou muitos adeptos. Somos apresentados a Elle e Lee, dois amigos de longa data, que vêem a amizade se abalar após ela se apaixonar pelo irmão mais velho dele. Temos em A Barraca do Beijo o típico filme de colegial estadunidense, que querendo ou não, é sempre opção válida.

Alex Strangelove

Provavelmente desconhecido da maioria, Alex Strangelove é um belo acerto da Netflix por fugir da zona de conforto; tendo em vista que é uma comédia romântica adolescente focada em sexualidade e abordando a homossexualidade em si. Trazendo o personagem título em um conflito interno dos rumos de sua vida e que se vê numa jornada de autodescoberta.

O Pacote

Deixando o romance de lado agora, mas sendo o mais adolescente possível na forma de um besteirol nonsense; essa é a fórmula de O Pacote, uma das primeiras tentativas da Netflix no gênero e de grande precisão. Nada mais do que uma viagem de amigos que toma rumos inesperados após um deles perder um membro, digamos assim.

O Plano Imperfeito

Agora é hora de fugir dos adolescentes e focar no romance cômico de adultos, Temos em O Plano Imperfeito dois assistentes que já não aguentam mais seus chefes insuportáveis e encontram a solução para isso: juntar os dois. Clássico filme no estilo com encaminhamentos previsíveis, mas tudo muito bem trabalhado e com ótimos atores, típico entretenimento despretensioso.

Eu Não Sou um Homem Fácil

Fugindo completamente das tramas básicas e romancinhos, cá temos um dos melhores filmes da Netflix no ano; uma produção francesa bem elaborada e feita para se divertir ao mesmo tempo em que nos faz questionar tudo. A trama de Eu Não Sou um Homem Fácil apresenta um cara todo cafajeste e machista que após um acidente acorda numa realidade paralela onde os papéis se inverteram, onde quem manda e domina tudo são as mulheres. Belíssima opção de reflexão da sociedade em que vivemos ao meio de um excelente enredo.